Consultoria em Liderança e Sustentabilidade

damicos@damicos.com.br

LIDERANÇA NA VEIA: DESENVOLVENDO NA PRÁTICA MELHORES LÍDERES NAS ORGANIZAÇÕES

Fábio Rocha Treinador Comportamental com Foco em Liderança, Analista de Perfil Comportamental, Especialista em Carreira, Gestão de Pessoas, Professor, MasterCoach e Diretor-Executivo da Damicos Consultoria em Liderança e Sustentabilidade. fabio@damicos.com.br

 Maiza Neville Especialista em Liderança, Analista de Perfil Comportamental, Consultora em Gestão de Pessoas por Competências, Professora, Coach e Diretora-Executiva da Damicos Consultoria em Liderança e Sustentabilidade. maiza@damicos.com.br

 

A Damicos Consultoria em Liderança e Sustentabilidade completou em 2019, 27 anos de existência e nesta sua linha do tempo, um dos trabalhos que mais tem realizado são Programas de Desenvolvimento de Lideranças, sejam elas, estratégicas, operacionais, de organizações privadas, não-governamentais ou públicas, indústrias, varejo, organizações das áreas de saúde, de empresas de grande, médio e familiares.

Algumas experiências chegaram a durar 2 (dois) anos trabalhando lideranças de todos os níveis de determinadas organizações, outras foram mais pontuais, levaram 3 (três) a 5 (cinco) meses.

Já nos projetos dos últimos 8 (oito) anos, utilizamos além dos encontros em grupo, a aplicação de testes de perfil comportamental com devolutivas individuais, trabalhos de suporte individual a estas lideranças com metodologias de autoconhecimento, autodesenvolvimento, assessoramento e aconselhamento e a realização de Planos de volta ao trabalho que desafiem estes lideres ou potenciais lideres a exercitarem as competências que desejam ser trabalhadas.

Outro elemento que vale aqui dividir, é que em nenhum momento destes mais de 20 (vinte) anos concebendo e realizando Programas de Desenvolvimento de Lideranças, abrimos mão das seguintes questões:

  1. Conhecer antecipadamente a realização do programa, o perfil dos participantes do programa, a cultura da organização e o histórico de que ações de desenvolvimento de lideranças já tinham sido realizadas e com que resultado.
  2. Definir com o cliente, envolvendo o sócio, CEO da empresa como também a área de recursos humanos que competências são essenciais para as lideranças daquela organização, como são mensuradas (indicadores) e se existia algum sistema de gestão de competência mais formalizado.
  3. De utilizar uma metodologia prática, vivencial e totalmente conectada com os desafios cotidianos da organização, tendo um programa altamente customizado para cada cliente e evitando ao máximo aquele modelo tradicional de sala de aula e disseminação de teorias sobre liderança.
  4. De monitorar com o cliente os avanços e melhorias no desempenho das suas lideranças durante o programa, ajustando o programa, os encontros e/ou as atividades práticas de acordo com esta evolução.
  5. De buscar sempre realizar encontros intercalados, tendo algum intervalo entre os mesmos, para que os participantes possam assimilar e colocar em prática as novas crenças, comportamentos, ferramentas e práticas de exercício da liderança durante o programa.
  6. De estimular à organização cliente, a dar continuidade ao programa de desenvolvimento de lideranças, independente do apoio externo da consultoria, com encontros, discussões de casos concretos da organização, sessões de cinema, trilhas desafiadoras, circulo de livros, etc.
  7. De finalizar o programa elaborando algum tipo de Plano de Desenvolvimento Individual – PDI, para que os participantes possam continuar tendo como meta se aperfeiçoar ainda mais no exercício da liderança.

E porque relatar todos estes elementos e até dividir muito do nosso know-how e crenças? E porque este artigo tem como titulo, “Liderança na Veia”?

A resposta ou respostas passam exatamente porque em todas estas experiências da Damicos Consultoria e utilizando como base nossa experiência, nossas metodologias, o passo-a-passo da concepção e realização destes programas de desenvolvimento de lideranças, como também o entendimento claro da liderança como uma competência eminentemente comportamental, é que acreditamos que todas as pessoas e profissionais se bem trabalhados podem evoluir no exercício da liderança, alguns mais, outros menos, alguns de forma imediata e outros de forma lenta, alguns em diversos aspectos e outros apenas em alguns aspectos, mas, todos podem e evoluem nesta competência fundamental para o desempenho das equipes e para os resultados de qualquer organização.

Esta resposta também passa por trabalharmos no programa, a influência das crenças individuais, organizacionais e do perfil comportamental no exercício da liderança, apoiando os participantes a não sofrerem com suas essências e sim gerenciarem estas essências em prol da melhor performance como líder. Como também que é salutar ler livros, fazer cursos de extensão ou de pós-graduação sobre liderança, mas, que a melhoria do exercício desta competência passa pelo autoconhecimento, autodesenvolvimento e a busca de atitudes cotidianas coerentes com a essência de uma liderança positiva, servidora e colaborativa.

E, a partir das constatações acima, algumas questões precisam ser respondidas por sua organização, são elas:

  • Os programas e/ou atividades realizadas na sua organização, voltados ao desenvolvimento de lideranças tem apresentado resultados mais permanentes ou desaparecem com o tempo ou o final do programa de desenvolvimento realizado por uma consultoria externa?
  • Estes programas têm sido realmente personalizados ou customizados à realidade, ao modelo de negócio e aos desafios futuros da sua organização?
  • Estes líderes que participam ou participarão do programa, continuam na busca de um maior desenvolvimento e/ou aperfeiçoamento da competência liderança e tem multiplicado estas novas crenças, comportamento e práticas para os seus liderados?

Esperamos que com este singelo artigo, mesmo aquelas organizações que não conheçam o nosso trabalho ou possam contar com nosso apoio, tenham uma boa base para dar um salto no desenvolvimento de suas lideranças, entendendo que este é um tema central para qualquer organização e que é um desafio continuo.