Consultoria em Liderança e Sustentabilidade

damicos@damicos.com.br

OS QUATRO PILARES DE UMA CARREIRA DE SUCESSO

Fábio Rocha. Consultor, Professor, Coach, Especialista em Carreira e Diretor-Executivo da Damicos Consultoria em Liderança e Sustentabilidade. fabio@damicos.com.br

 

Sem dúvida um dos temas mais tratados nestes últimos anos e que será cada vez mais forte, será Gestão de Carreira.

Há mais de uma década, já se sinaliza a importância da autogestão, de gerenciar a si mesmo, de não delegar a gestão da carreira para terceiros, mas, isto foi apenas o primeiro sinal das grandes mudanças e novos desafios do Mundo do Trabalho e das Carreiras.

Seja na perspectiva individual ou organizacional, o tema é pulsante, mas, ainda está se “engatinhando” no seu tratamento de forma mais profissional, efetiva e pragmática.

Em regra geral o que se apresenta no mercado são linhas de autoajuda pouco efetivas no aspecto de transformação real do cenário e/ou dos resultados, às vezes até pior, linhas ligadas a terapias de vidas passadas, hipnose no coaching ou a idéia simplista de buscar a felicidade como uma ideologia de vida e não como também uma estratégia planejada, real e concreta de gestão de vida e carreira.

As mudanças na área de carreira são e serão cada vez mais significativas nos campos das relações (humanas e profissionais), competências (novas competências) e comportamento.

Aquele mundo que a competência técnica era suficiente é coisa do passado, cada vez mais o profissional de sucesso precisará ter utilizar e desenvolver competências técnicas, organizacionais e de relacionamento.

A própria quase extinção de Planos de Carreiras longos em uma mesma empresa é um destes sinais, pessoas de menos de 30 anos já passaram por mais de 3 organizações e por escolha própria continuam na busca de novas experiências.

A figura do profissional que entrou no Banco do Brasil para só sair ao se aposentar será cada vez mais rara.

O surgimento das carreiras sem fronteiras, ou seja, sem espaço, tempo e/ou formação pré-determinada também é outro elemento bem novo neste cenário atual e futuro da gestão de carreiras.

Sua carreira não se limita mais a sua primeira formação acadêmica (graduação), ao país que você mora ou aquela idéia que precisará de 10 (dez) anos para atingir um determinado resultado.

Este mundo novo inclusive apresenta a realidade que o conceito de trabalho começa a superar o conceito de emprego. Será que carteiras assinadas e relações estáveis de emprego estão com os dias contados?

Outro fato muito forte, principalmente nas novas gerações é a maior busca da necessidade de realização, seja ela pessoal ou profissional, o retorno financeiro é consequência para estas gerações e apenas um dos indicadores de sucesso na carreira. Faço qualquer coisa, trabalho em qualquer ramo, a depender de quanto me paguem não é muito a “praia” destas novas gerações ou ate de profissionais que buscam novos projetos de vida e carreira.

Pensar a carreira, a gestão destas carreiras é pensar em um cenário conhecido como Mundo Vuca, de Volátil (V), Incerto (U), Complexo (C) e Ambíguo (A), em inglês obviamente.

A formação que era a decisão central para decidir o destino de sua vida e carreira profissional, agora é apenas o ponto de partida e que pode ser pouco significativo para a escolha da carreira principal, do primeiro projeto de vida e carreira ou até para novas carreiras.

E com todo este novo cenário é possível definir o que é uma Carreira de Sucesso ou quais seriam os pilares de uma carreira de sucesso?

É possível, importante e necessário.

Comece inclusive se perguntando e definindo o que é uma Carreira de Sucesso para você, para que simplesmente não comece esta caminhada apenas em cima de estereótipos ou padrões de mercado.

 

PRIMEIRO PILAR – REFLEXÃO. ANALISE SISTEMATIZADA DO ESTÁGIO ATUAL DE VIDA E CARREIRA

O primeiro dos pilares de uma carreira de sucesso é a realização de uma reflexão sistematizada de seu atual estágio de vida e carreira. Quem é você? Como chegou aonde se encontra? Quais são seus talentos, forças ou fraquezas? O que aprendeu com suas experiências já vividas?

Portanto, AUTOCONHECIMENTO, ou seja, conhecer a sim mesmo, de forma mais profunda, sistematizada e com base cientifica é fundamental.

E com estas informações poderá também fazer uma analise mais consistente do cenário de mercado, do cenário de sua carreira, do cenário das possibilidades de carreira na organização ou segmento que atua.

 

SEGUNDO PILAR – DEFININDO SEUS CAMINHOS, A SUA ESTRATÉGIA

Se sei aonde estou (ponto A), posso começar a pensar aonde quero chegar (ponto B), quem não desejo ser no futuro, que legados gostaria de construir, que marca quero deixar na minha vida.

Pensamentos e decisões que vão além do curto prazo, muito além do curto prazo. E que ao pensar em longo prazo, ficará claro o que preciso fazer no meu cotidiano, no meu dia-a-dia, no meu presente para construir esta situação futura desejada.

Quando pensamos na palavra estratégia podemos lembrar que esta palavra tem origem no termo grego strategia, que significa plano, método, manobras ou estratagemas usados para alcançar um objetivo ou resultado específico.

A palavra estratégia tem vários significados e é um conceito que está presente em vários contextos, sendo por isso difícil a sua definição. Em sentido figurado, uma estratégia normalmente é estipulada para ultrapassar algum problema, e nestes casos pode ser sinônimo de habilidade, astúcia ou inteligência.

O pensamento estratégico é essencial para o ser humano, e pode ser aplicado em várias situações, tanto a nível laboral, como a nível pessoal.

No contexto organizacional, o planejamento estratégico é usado para melhorar a produtividade e os resultados da empresa.

Muitas empresas se distinguem umas das outras através de estratégias de marketing, que têm como objetivo melhorar o posicionamento da organização no mercado onde atua. A estratégia de marketing pode levar ao sucesso ou fracasso de uma empresa, porque ela pode criar oportunidades interessantes que fomentam o crescimento e a rentabilidade da empresa.

Uma área importante na estratégia é a capacidade de definir metas. De acordo com o conceito SMART, as metas devem ser: específicas, Mensuráveis, Alcançáveis, Realísticas e dentro do Tempo definido para a sua execução.

A partir de todo este contexto fica claro a total possibilidade e importância da construção de um Planejamento Estratégico Pessoal e Profissional, o que chamamos de Planejamento de Vida e Carreira.

Este planejamento é a definição também sistematizada e formal de aonde você quer chegar e o que precisará fazer (plano, ações) para atingir estes objetivos e metas, no curto, no médio e longo prazo.

Um planejamento bem mais complexo que precisa compatibilizar questões pessoas com profissionais, questões financeiras com desenvolvimento de competências, questões de curto prazo com longo prazo.

Dando um exemplo bem simplório se você está como auxiliar administrativo e quer chegar a gerente administrativo em sua organização, o que precisa fazer?

  1. É necessário começar se perguntando quais são os requisitos para esta função almejada? Qual histórico competências ou resultados que a pessoa que atualmente ocupa este cargo possui?
  2. Quais os gaps entre sua formação, experiência e a exigida para a nova função?
  3. E o que precisa fazer? Seja do ponto de vista de desenvolvimento de novas competências, estratégias de marketing pessoal ou networking e resultados que pode melhorar para demonstrar condições para evoluir na sua organização para funções superiores a que ocupa atualmente.

 

TERCEIRO PILAR – ATITUDE, NÃO EXISTEM RESULTADOS SEM MOVIMENTOS OU AÇÕES CONCRETAS

Um pilar mais que fundamental para a carreira de sucesso é que as pessoas de sucesso nem sempre são aquelas mais inteligentes e que tiveram as melhores oportunidades, mas, sim, as pessoas que tiveram mais foco, disciplina e determinação.

Sem ações, movimentos e atitudes nada acontece e muitas vezes você até não consegue enxergar as oportunidades por estar em uma zona de conforto ou por se sentir vitima do mundo, do seu líder ou da sua organização.

Atitude, proatividade, disponibilidade, disciplina em fazer o algo mais já levaram muitas pessoas e profissionais a alcançarem posições inicialmente impossíveis, no seu marco zero.

O conceito mais conhecido de Atitude é da concretização de uma intenção ou propósito. De acordo com a psicologia, a atitude é comportamento habitual que se verifica em circunstâncias diferentes. As atitudes determinam a vida e carreira de cada indivíduo.

Quer alcançar os seus objetivos, vá além do desejar e do querer, não basta apenas saber (Conhecimento), saber fazer (Habilidade), é necessário fazer (Atitude).

Se imagine desempregado, sem 1 (um) real no bolso e que se não tiver nenhum atitude para mudar este cenário, ele não mudará por si só.

Aquele pensamento de final de ano, que apenas porque um novo ano começou como uma mágica as coisas irão mudar. Não irão mudar se não mudar a sua atitude.

E voltando ao caso concreto acima, você pode fazer algo, como por exemplo:

  • Buscar trabalho ao invés de emprego;
  • Buscar oportunidades junto a sua rede de relacionamento.
  • Fazer cursos on-line gratuitos.
  • Ir a eventos gratuitos ou participar destes eventos via redes sociais.
  • Se aproximar de instituições de classe ou conectadas ao mercado de trabalho, como por exemplo, a Associação de profissionais do seu segmento ou a Associação Brasileira de Recursos Humanos – ABRH.

 

QUARTO PILAR – MONITORAMENTO CONSTANTE. NÃO BASTA FAZER O PLANO, TEM QUE ACOMPANHAR

O quarto e último pilar, é o monitoramento constante das suas atitudes, ações e do Plano de Vida e Carreira como um todo.

Não adianta definir que você é que estágio se encontrar, aonde quer chegar, quando quer chegar, o que irá fazer para alcançar isto, se ficar apenas como um conjunto de idéias, papéis ou arquivos digitais, é necessário transforma-los em ação e a melhor forma de se “constranger positivamente”, ou seja, se cobrar se auto gerenciar, é ter uma disciplina de acompanhamento, monitoramento e avaliação das ações, planos e resultados.

Ter indicadores ou evidências das ações e resultados que realizou ou obteve, como também uma rotina, ferramenta ou mecanismo de monitoramento é fundamental.

Desta forma, apesar da construção de uma carreira de sucesso necessitar de tempo, esforço, determinação, nada melhor do que ter alguns pilares para tornar isto possível e viável.