Consultoria em Liderança e Sustentabilidade

damicos@damicos.com.br

Não Cometa os Mesmos Erros. Insucessos na Implantação de Programas de Responsabilidade Social Empresarial

A busca desesperada das empresas pelo “selo” de empresa cidadã as tem levado a equívocos tão significativos quanto a própria não adoção de práticas de responsabilidade social empresarial.

Quando essas empresas fazem parte de setores de altíssima competitividade, isso se agrava, pois seus concorrentes já realizam ações sociais e, assim, elas não podem esperar muito tempo para atingir o título de empresa socialmente responsável.

Essa ansiedade frenética leva essas empresas e seus gestores a cometer alguns erros ou deslizes na implantação dos seus Programas de Responsabilidade Social Empresarial.

O mais interessante é que os erros são geralmente os mesmos, variando em intensidade, dimensão e consequência. Seguem, abaixo, alguns dos mais comumente encontrados em empresas de todo o Brasil. São eles:

  • Iniciar o programa sem ter clareza dos conceitos de responsabilidade social empresarial, como também dos conceitos existentes na empresa.
  • Estabelecer uma única pessoa ou área como responsável pela implantação do Programa de Responsabilidade Social Empresarial (RSE).
  • Não realizar uma ação de sensibilização ou capacitação da diretoria e dos principais gestores antes de definir-se pela implantação ou não do programa.
  • Realizar a concepção do plano de ação para a implantação do Programa de Responsabilidade Social Empresarial de maneira pouco participativa ou envolvendo uma única área.
  • Não formalizar um grupo de trabalho ou comissão responsável pelo tema ou programa, inclusive descentralizando esses grupos para todas as regiões de atuação, cidades ou unidades de negócios.
  • Não realizar uma ação de conhecimento e análise dos trabalhos já realizados por concorrentes ou empresas semelhantes, como também do poder público e organizações não governamentais nas ações de caráter externo.
  • Dar um peso muito significativo ou até exclusivo a apenas um dos temas da agenda de responsabilidade social empresarial (valores/transparência, público interno, fornecedores, meio ambiente, consumidores/cliente, comunidade e governo/sociedade), geralmente o tema comunidade.
  • Realizar ações extremamente contraditórias e que geram total falta de credibilidade no programa, como apoiar projetos ambientais e não ter nenhum tipo de sistema de monitoramento do impacto de suas atividades no meio ambiente.
  • Não realizar nenhum tipo de diagnóstico (com base em indicadores) da situação da empresa em relação à responsabilidade social empresarial, como também não estabelecer metas para a implantação do programa.

Outros erros têm sido cometidos com frequência, mas o que mais preocupa são as “sequelas” desses erros tanto para a imagem da empresa como também para o movimento de responsabilidade social empresarial.

A saída é conhecer esses erros para, pelo menos, cometer outros, e não os já conhecidos pelos especialistas em responsabilidade social empresarial.


  1. No Comments


  2. Leave a Reply